Como escolher um vinho de verão?

Ah, o verão! Sol, praia, piscina e claro, muitos motivos para brindar! Se você acha que vinho não combina com calor, este post é especialmente para você! Hoje vamos conversar com Ricardo Bohn Gonçalves sobre os vinhos de verão e não pense que ele vai falar alguma coisa sobre servir o vinho e colocar cubos de gelo na taça! 

O que faz um vinho ser chamado “vinho de verão”?

O grande diferencial está na densidade, quanto mais encorpados, mais fortes são os vinhos. Entre os fatores que tornam um vinho mais ou menos encorpado taninos e graduação alcoólica são os principais. Quanto mais taninos, mais encorpado um vinho é, quanto mais álcool, mais você vai senti-lo como "pesado".  Pois bem, um vinho de verão é um vinho mais leve, com pouco álcool, que não quer ser o protagonista do momento.

De onde vem o "frescor" de um vinho?

O frescor está diretamente relacionado à acidez. De modo geral, a ideia é que o vinho não tenha nem uma acidez alta demais que faça a boca lembrar de vinagres, nem uma acidez baixa, que deixe o vinho excessivamente macio, beirando o enjoativo. Um vinho fresco seria aquele que tem um pouco mais de acidez, como a das frutas. Claro, isso aliado a uma graduação alcoólica baixa. 

Todos os brancos são vinhos leves?

Algumas uvas a gente de fato sempre associa com vinhos brancos leves e refrescantes, como a Albarino/Albarinho, portuguesa, a Pinot grigio, italiana, a Muscadet, a Grenache blanc (também muito fresca em vinhos espanhóis, assim como a Verdejo, embora essa produza vinhos mais herbáceos) e a Chablis, da França. 

Mas o que vai definir a acidez do vinho não é apenas a uva, mas o modo como ele foi produzido, envelhecido e fermentado. Alguns brancos são bastante encorpados, por conta do envelhecimento e/ou fermentação em barricas, pense nos Chardonnays, por exemplo. 

E os rosés, por que em geral a gente acha que combinam tanto com os dias (e as noites) de calor?

Grande parte dos rosés são vinhos frutados e de corpo médio, características que facilitam a harmonização com muitos pratos, e que não se sobrepõem à comida. No verão, como parece que o corpo "pede" comidas mais leves, os rosés são uma ótima opção.

A que temperatura devemos servir um vinho para que ele seja bem refrescante? 

A temperatura ideal de servir é 8ºC. Vale colocar no freezer, mas, evidentemente, não deixe congelar!

O que beber com

Saladas: 
Sauvignon Blanc
Vinho Verde
Pinot Grigio

Aperitivos na piscina: 
Vinho Verde
Pinot Grigio
Um Chardonnay leve
Um espumante

Salada de frutas:
Moscado d’Asti

Friturinhas de praia:
Esqueça o vinho e abra uma cerveja!

Para saber mais porque vinhos são ótimos companheiros mesmo nos dias mais quentes do ano: 

50 tons de rosé

Vinhos que harmonizam com saladas

Vinho: o companheiro da folia

Os rosés que são a cara do verão

 

Sobre RBG Vinhos

A RBG Vinhos foi fundada em 1998, em São Paulo. Sua vocação: procurar continuamente oportunidades no mundo do vinho, buscando sempre aliar qualidade e bons preços. Seus clientes recebem semanalmente uma newsletter com as melhores sugestões e promoções. Se também quiser receber as recomendações de Ricardo Bohn Gonçalves, cadastre seu email ao lado.
RECEBA NOSSA NEWSLETTER


Se beber, não dirija. Aprecie com moderação.
A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.

+55 11 3676-1781
rbgvinhos@rbgvinhos.com.br